Meu momento

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Pelas Metades

Bom dia chuveiro...
Hoje me peguei a pensar naquele moço e na vida que tivemos, nos momentos que passamos... São tantas lembranças, tantos momentos, tantas histórias, tantas alegrias que tem hora que me pego a rir sozinha.

Não sei o que aconteceu! Não sei onde nos perdemos!

Vejo-me agora pelas metades.

Metade de mim quer a ele como desde o primeiro dia. Essa metade é linda, é grande, é forte, é mãe, é esposa. Quer seus beijos, quer seu toque, quer seu olhar, quer caminhar de mãos dadas para um futuro infinito e sonhado pra toda a vida. É a parte que quer tentar, que tem esperança por dias melhores, que tem a certeza no coração de que pra tudo existe uma razão e uma esperança de ser feliz. É essa parte que quer fazê-lo ser grande assim como eu fui ao lado dele.

Essa metade me faz sorrir, me faz ser menina e mulher. Essa metade sonha, brinca de ser criança com as nossas crianças. É essa metade que me faz esperar, esperar e esperar... Pelo quê? Desde que ele se foi, espero que veja o que fez e que reflita, que tenha uma única palavra de carinho, mas que nunca vem. E esperar até quando? Até que minhas lágrimas sequem, minhas mãos fiquem trêmulas e a memória caduca?

Mas a outra metade de mim é triste, acuada, chorosa. Ela só lembra dos momentos ruins. Quer esquecer e não consegue a todas as palavras de desafeto, esquecer o silêncio onde deveriam ter palavras, esquecer seu novo amor onde só deveria ter o velho amor...

Que quer esquecer os anos de dedicação, de renúncia a sonhos e planos individuais. Que quer esquecer que apenas trabalhou para um objetivo comum, mas que hoje eu sei que ele nunca existiu. Que quer esquecer que passei pela sua vida sem fazer a mínima diferença, que deixei de ser importante e única. Mas será que algum dia eu fui? Essa metade amarga à boca e as palavras que saem dela corta como faca afiada.

E por me ver hoje pelas metades, é que tenho comigo de que nosso tempo findou. Já não sou mais inteira. A dor não me permite amá-lo e desejá-lo por inteira porque já não sou assim. As minhas metades brigam, se estapeiam, falam mal, mas não entrem no consenso. Uma metade me levanta e a outra metade me derruba.

Não aceito ter que me restringir a algumas horas de alguns finais de semana. Eu mereço mais! Mereço ser amada e desejada com a mesma intensidade. Mereço ter dias, semanas, meses, anos dos seus pensamentos. Mereço acordar de manhã com alguém do meu lado me protegendo. Eu mereço ser protegida.

O meu tempo é acelerado e ruge como um Leão feroz e faminto de vida e amor. Ele sofre por necessitar de ungüento que alivie a dor, porque ela é demasiadamente grande. Meu tempo está ferido, cansado. Chega a ser insuportável!

O meu tempo não é o seu tempo. O tempo dele é lento e talvez seja essa a resposta pela qual estou procurando há meses. O nosso tempo passou! Ficou no passado guardado em meio às memórias de um tempo bom onde tudo era possível e onde não havia limites para nossos sonhos.
Não aceito, chuveiro, uma resposta simples. Nossa vida e nem o que vivemos foram simples. Não tivemos um simples namoro e muito menos um simples contrato comercial que pode ser rescindido a qualquer tempo. Não tivemos uma simples família e nem um simples sentimento. Não amei pelo simples ato de amar. Não tive filhos pelo simples fato de procriar. Mas foi tratado com tamanha simplicidade de dar medo.

4 Cométários que me fizeram feliz!:

SGi/Sonia disse...

Flavinha, achei tão sincero e tão dificil o que você escreveu que já li duas vezes, tentando me pôr no seu lugar...
IMpossível, sentimentos são assim, únicos e diferentes de pessoa pra pessoa.

Tô aqui torcendo pra ferida cicatrizar logo, e essa dor suma de uma vez. Porque uma hora isso vai acontecer!

Beijins

Cris disse...

Flavinha, que coisa é isso né! que turbilhão de sentimentos que invadem a nossa mente, qdo a mente quer esquecer vem o coração e nos faz lembrar. Acredite que nada foi em vão!!!!! e que esse turbilhão de sentimentos vai se tranformar num mar de serenidade e paz.
Um beijo!
Fique com Deus e curta muito seu final de semana com seus lindos filhotes.
Cris

Flavinha disse...

Sonia e Cris - Ontem, conversando com uma amiga minha pelo msn, ela falou mais ou menos assim: Chora tudo que tem pra chorar, porque daqui algum tempo, vc vai rir tudo que tem pra rir disso que está passando hoje.
Hoje, eu passo pela minha tempestade, mas na esperança de vir a bonança.
Bjs

LiLi disse...

o que a sua amiga disse é a mais pura verdade!
Isso ja aconteceu comigo e com certeza os momentos vindouros são bem melhores
BJSs!

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino