Meu momento

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

O que sei falar.

Abri este blog pra falar de mim.

E como eu sempre disse, as pessoas já não estavam mais dispostas a me ouvir, porque com o passar do tempo, todos cansam e logo já entendem que seu problema tenha acabado.

Gente, eu sei que cansa! Acham que eu gostaria de chorar noites a fio sem entender o motivo por tantos meses?

Mas com as últimas críticas que recebi, tentei colocá-lo um pouco mais agradável, mas não mudando o tema que é amor. Sou movida a este sentimento.

Não sei falar sobre política, até mesmo porque não me envolvo, decidi há alguns anos que meu candidato efetivo em todas as eleições será o NULO e não discuto sobre isso.

Não sei falar sobre livros (já comecei vários e não terminei nenhum) e nem tenho tempo de ler. Tá bom, falta de tempo não é desculpa, mas meu dia é tão corrido que quando vou me deitar, é ao pé da letra mesmo. Se algum engraçadinho perguntar o que eu faço da meia noite às 6 da manhã, eu repondo: Eu durmo (quando dá)!

Não sei falar sobre cinema, a não ser que o tema seja infantil. Aliás, já faz algum tempo que não vou ao cinema. Quase não ouço rádio a não ser que seja no carro e assim mesmo, quando lembro de ligá-lo.

Assistir TV ultimamente tem sido a minha única alternativa e olhe lá. Minha vida é voltado para o trabalho, filhos e casa. É do que sei falar. E não me acho culturalmente inferior a ninguém por isso!

Sei falar sobre a vida, sobre como a maternidade é penosa mas compensatória. O quanto trabalhar no que gostamos é gratificante, mas o quanto as pessoas são difíceis. Sei falar sobre cada lágrima que teima em cair a noite (ou no chuveiro), mas que ela lava a alma dos amantes para o novo dia que surge. Isso me lembrou de uma frase so meu penúltimo post que diz: "Deus inventou a lágrima para que o homem não explodisse."

Sei falar sobre relacionamentos que dão certo, mas não sou doutora nisso e não falo com propriedade sobre o assunto. Mas sei falar do meu relacionamento que deu certo. Deu sim! Por 6 anos fui muito feliz e durante esse tempo ele deu muito certo! Porque acabou? Bom... disso não sei falar.

Sei falar sobre fraldas, mamadeiras, beijos, sorrisos, amores (ou a falta deles...rs). Sei falar sobre o tempo, que passa rapidamente lento. Sei falar sobre o quanto é difícil estar com sua vida parada, ou melhor, andando em círculos viciosos. Sei falar o quanto recomeçar é chato, dá preguiça, mas que não tem outro jeito.

Sei falar sobre amigos, sejam reais ou virtuais. E peço que me desculpem por não ligar tanto quanto gostaria, mas nem por isso estão sendo menos lembrados.

E de todo o sofrimento se tira uma oportunidade de crescimento. E podem ter certeza, eu sou feliz, desse jeito torto, desajeitado, saindo da sanidade à loucura em segundos e vice-versa, mas tendo a certeza de que a melhor coisa que sei fazer é amar.

11 Cométários que me fizeram feliz!:

Jhennifer Cavassola disse...

Mas o blog é pra isso mesmo. Blog significa diário virtual. As pessoas que invetaram fazer mais coisas neles, mas é muito bom desabafar na escrita.
Tem uma frase que diz: "A leitura produz um homem completo; a discussão, um homem hábil; a escrita, um homem preciso". (Francis Bacon)

Acho que vc vai gostar dessa postagem: http://mulherdiferente.blogspot.com/2008/07/sinto-me-s.html

Beijos

Marsyah disse...

Flavinha menina, tô me sentindo assim também, viu.
Me sinto como se estivesse andando em círculo. Ai... ai... Vai passar.

Bjux e obrigada por tudo!

carolbiasucci disse...

a gente olha blogs por ai falando de tudo, dai a gente pensa que é tudo CULT..

blog foi feito pra se expressar mesmo, independente se vai ser sobre um livro que voce leu ou sobre aquela pentelha chata que nao sai do teu pé ou sobre o salario do povo no congresso..

o importante é o que sai de dentro de voce, nao importa o quê. e não tou nem ai se vou ter 1 ou 10 comentários. :D

bjo FLor!

Carol disse...

Temos que escrever o que sentimos , independente do que seja!Até mesmo para que as palavras façam também o papel das lágrimas - " para não explodirmos".
Você escreve muito bem!

Bjão!
;**

SGi/Sonia disse...

OI Flavinha.
auto-cozinha tô pra ver...
hehehe

Sabe eu também me sinto assim as vezes, leio textos tão bacanas, tão inspiradores, inclusive os seus, que falam do que você sabe, que sinto o meu meio vazio, meio sem ligação com nada... E olha que não sou assim, sou cheia de vida...
Seu blog é perfeito, serve pra muita coisa, serve principalmente pra você desabafar, pra você ganhar um ombro, um colo nem que seja virtualmente.

é lindo tudo aqui, é sofrido tudo aqui, é feliz tudo aqui!

Beijins

Lourdes de França disse...

Oi,obrigada Flavinha, porque mesmo não me conhecendo me desejou coisas boas no meu aniversário.
Beijos.

LiLi disse...

amiga, pra q se preocupar com isso?
O blog é uma extensão de nós. Não escreva coisas só por que as pessoas gostariam de ler, mas pense primeiro em vc. desabafe, grite, exponha suas idéias sem medo.
bjss!

Danielle Ribeiro disse...

Melhor falar sobre o que você sabe, do que falar abobrinhas, tentando impressionar escrevendo aí ninguém tem saco pra ler...
E o que eu mais conheço, sou eu.
Só sei falar de mim e de de tudo que sou eu...Tipo: amigos, livros, música...Enfim, de tudo que amo.

Continue falando de si mesma.
Seja autêntica e com o tempo você vai descobrir que é mais do que imagina...

Beijinhos ;)

Mulher Paraense disse...

Pode desabafar!
seus verdadeiros amigos querem te ouvir ou te 'ler'.
Como já te disse 'amo' ler seus desabafos e superações, me inspira.
Também tenho uma filha, minha vida é falar dela e de meu casamento que tb tem passado por sérias crises.

Ninguém é obrigado a ler seu blog, se leu é pq algo de bom encontrou aqui, concorda?
bjs

Fiona de Bourbon disse...

Ah, Flavinha, não liga pro que ninguém acha não, só seja vc. Fale do que quiser, lamente, comemore, nos inspire. Faça disso sua terapia, sem se incomodar com nada. Se te faz bem, é o que importa. Eu faço isso. Só procuro evitar assuntos polêmicos e evito expor pessoas, mas do resto, deu vontade de falar, falo merrrrmo, rs. Vê só quanta gente adora seu blog. O segredo de tanto carisma é esse: ser o que vc é! E pronto!

beijoooo

Carlinha disse...

To muito puta agora! Tinha escrito um monte de coisas e deu erro! Sacola!!!
Flavinha, vc tem uma linda e grande virtude: a verdade! Você é verdadeira, sincera e assume todos os erros e acertos! Admite quando chora, quando seus filhos estão te dando trabalho e sempre me mostra que mãe não é perfeita (porque às vezes eu acho que é)
Adoro o que vc diz, o amor que vc sente, sua itensidade em tudo o que faz!
Você é admirável!
Nunca se esqueça do que sempre te digo: Se ame muito e sempre!

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino