Meu momento

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Sessão retrô

Não sei se foram todas, mas recebi um e-mail da Marcinha sobre um link para grandes hits dos anos 80.

Putz... foi uma comemoração só. Coloquei todo mundo pra dançar em casa, todo mundo mesmo (eu, minha mãe, Fernando e Rafael)... foi muito engraçado.

Mas depois de algum tempinho, o Fernando começou a ficar chateado porque ele não sabia cantar as músicas infantis. Mas ele queria cantar. Mas de tudo isso, quem ficou mais chateada fui eu.
Eu me lembrei da minha infância e praticamente foi um flash back dos melhores momentos. Como eu me divertia ouvindo Trem da Alegria, Turma do Balão Mágico... e as próprias músicas como "Comer comer é o melhor para poder crescer", "Piuí, Piuí, Piuí abacaxi", "É de Chocolate", "Lua de Cristal"...

Fiquei aqui analisando cá com meus botões e me fiz uma pergunta: Do que nossas crianças gostam? Eles são crianças como fomos? Quais são seus ídolos? Será que tem pais que acham bonito o filho cantar e dançar na "Boquinha da Garrafa" ou "Eguinha Pocotó"?

Não desmerecendo ninguém, mas prefiro a Xuxa falando perguntando "Quem quer pão?" e mostrando aquela mesa farta de frutas, mas ensinando ser do bem (mesmo que não seja), do que Kelly Key falando "Vem aqui, que agora chamando, vem meu cachorrinho a sua dona tá chamando."

E os filmes?? Que saudade eu tenho dos "Trapalhões"...

Vendo a grande sensação do momento que é a Maísa (no SBT) agindo como um robozinho programado para atender às expectativas dos adultos. Não, porque ela parece programada... não tem nada de natural ali. Dá impressão que tem alguém (e deve ter mesmo!) falando no ouvido dela fale isso, faça assim, dance, pule...

Por isso, a partir de hoje, vou ligar aquele radinho anos 80 no volume máximo e quero que meu filho seja o que é, uma criança de 6 anos, e não um adulto de 6 anos. Ou será que sou eu que estou ficando velha, os tempos são outros e nostalgia é coisa "das antigas"... só falta ele falar "Olha o mico, mãe!"

6 Cométários que me fizeram feliz!:

LiLi disse...

acho que a última geração que foi realmente criança foi a da década de 80. Depois disso...o pessoal caiu nas graças das coisas vazias.
fui criança e aproveitei muito graças a Deus. resta torcer pra que a geração de agora saiba aproveitar as etapas da vida.

Carlinha disse...

VocÊ tá super certa Flavinha, concordo plenamente e mais um pouco com você, viu?
Fico Tão triste com a vida que as crianças levam, tão sem graça, né?

Marsyah disse...

Que bom que você gostou do radinho, Flavinha.
Todo dia eu escuto um pouquinho.

Eu tenho pavor de criança dançando funk, kelly Key e outras aberrações por aí.

Graças a Deus, e a mim, minha filha desconhece essas músicas, quando ela ouve na casa de alguém ela fica com uma carinha de interrogação estranhando aquilo.

Concordo com tudo que você escreveu, criança tem que ser criança, ouvir coisa de criança e agir como criança.

Bjux!

Pitanga Doce disse...

É Flavinha. Estamos ruins de Programas Infantis. Aquela menininha do SBT, é um pecado o que fazem com ela!
Para as crianças dos oito anos em diante, querem enfiar pela garganta uma tal de Rebelde ou Hanna Montana. É uma trsiteza!

Castelo Ratimbum, pelo amor de Deus!!!!! Com urgência!!!!!

Flávia disse...

Lili e Carlinha - Não sei se as crianças são vazias ou os pais se esqueceram do quanto é bom ser criança.

Marcia - Eu adorei o radinho! Dê Graças mesmo. Mas eu também não ouço esse tipo de música. Não sei como, mas eles aprendem "sozinhos" (ou na escola. Espera só no dia que a sua ir pra escola e chegar em casa cantando "Eu sou rebelde..." (isso aconteceu comigo tá???kkkk)

Pitanga - Viva o Castelo Ra-Tim-Bum e o Cocoricó. Mas ingelizmente, programas educativos ou se paga por eles ou não se dão os devidos créditos. Mas ainda bem que existem adultos que pensam como crianças.
Bjs

Jully disse...

Owww Flavinha, penso do mesmo jeitinho q vc... não suporto ver uma criança cantando aquelas músicas horríveis que tem hoje em dia, por aqui tem uma tal de "chupa que é de uva", pense numa coisa ridícula ao cubo.
Aqui em casa ninguém escuta essas coisas e a primeira coisa que meu marido fez foi comprar uma coleção com 5 cds de músicas de roda, pesquisar aqui na net as músicas do nosso tempo (trem da alegria, balão mágico, xuxa), Caio adora todas, toda vez que entra no carro pega o cd dele e já vai logo colocando. Só tem uma coisinha ruim... pense quando algum carro passa pela gente e ver o volume nas alturas com tantas músicas de criança, olham com uma cara (aquela de perguntar, será que eles são doidos, ou esqueceram de crescer?? Pq Caio fica no banco de trás escondido e não dá pra ver por causa do fumÊ) É uma pagação de mico... rsrsrs...
Bjão.

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino