Meu momento

sábado, 19 de julho de 2008

Meu menino!


Meu menino tá crescendo!
Ele cresce com o sorriso inocente, cresce com a fala macia, cresce nas suas brincadeiras de criança, cresce nas palavras que inventa, ele cresce e ensina seu irmão a crescer também...
O "Lescal" no leite nunca mais será o mesmo depois dele, quem dirá a farinha "Lática" na mamadeira. O que seria da camisa "desavessada" que eu tenho que tirar do avesso? Nunca vou me esquecer da "Cereja de Maçã".

Ele já quer saber dobrar suas roupinhas e seu pijama. Ele quer aprender a rezar à noite. Quer aprender a dar o laço no sapato. Quer aprender a aprender!

Me recuso a ensinar. Não quero que meu menino cresça. Quero meu menino, menino. Mas não tem jeito! Ele quer crescer! Ele quer ser grande e ser um caçador de Dinossauro.

Meu menino, não tem como ser Caçador de Dinossauro, mas você pode ser Paleontólogo. Mas essa palavra é difícil, né? Então seja apenas o que quiser ser. Se quer ser um Caçador de Dinossauros, então seja.

Meu menino cresce com o coraçãozinho cheio de esperanças de que tudo poderá ser diferente.

Ele cresce porque a vida pediu que ele crescesse. Ele foi perdendo, tiraram-no seus sonhos e foi se achando nos sonhos futuros. E com isso, fomos nos percebendo.

Ainda conseguimos nos divertir no banho, mas até quando vou poder fazer penteado moicano (ou de rokeiro pra você) no seu cabelo? Pegá-lo no colo, te abraçando e deixar a água cair sobre nossos corpos grudados do amor maternal. Até quando poderei te dar os beijinhos na porta da escola sem pagar o famoso "mico".

Me desculpa por não ter sido a mãe perfeita e nem a ideal. Trabalho demais, estou sempre cansada demais, não sei fazer pão-de-queijo e nem sei fazer bolo de cenoura com cobertura de chocolate e já não consigo disfarçar a minha lágrima que teima em cair. Mas sei dar muitos beijinhos e meu abraço aquece e conforta a alma, pode ser?

Até quando serei sua única resposta? Aquela que pra tudo tem razão? Mas não quero ter razão, quero ser sua mãe. Aquela que te esperou e que te amou sem nunca ter te visto, que brigou com você por não me deixar dormir, que tinha que ir no banheiro a cada 5 minutos e mal conseguia respirar porque você estava ali. Se estava ruim pra mim aqui fora, nesse espação, não quero nem pensar em você naquele espacinho...

Pintinho, vou te fazer um pedido: Volta para o ovo...

Vou te dar um conselho: Não cresça! Ser adulto é complicado demais! Crescer é complicado demais! Ser adulto é muito chato!

Tá bom, então: Melhor... Pintinho cresça e vire um galo.

Busque seus sonhos, amadureça, cresça e me faça a mulher mais feliz do mundo, se é que isso seja possível, porque no dia que nasceu, você já me fez mulher mais completa e mais feliz do mundo.

Mas só te peço uma coisa: cresça, seja feliz mas seja pra sempre o meu menino!

7 Cométários que me fizeram feliz!:

Jully disse...

E vc ainda me chama de sensível... rsrs... é difícil encontrar alguém como vc assim, é difícil alguém demonstrar tanto seus sentimentos, principalmente se eles fazem sofrer.
Parabéns pra vc, não pela dor, mas pela força de transfomá-la em palavras. Já perdi, já chorei, já quis morrer, mas nunca tive a coragem de expressar tamanho sentimento. Adorei de coração!!
Bjooooooooos

Marina String disse...

Flávia!!!Tb vejo minha vida se repetindo..que coisa...deve ter algum significado...sou filha de pais separados...tb nme lembro da minha infância...somos 4 irmãos...não lembro de pessoas conversarem comigo..não lembro nem se quer de um olhra,de um carinho qdo criança...ando bem triste com minha história..me identifquei muito com vc...vou entrar sempre aqui,beijos!!

Carlinha disse...

Esse é o maior medo que eu tenho em relação a ter filhos. Eu queria muito ter filhos,mas eu queria que eles jamais crescessem.
Deve ser doloroso ver o filho criar asa e voar e principalmente quando voa para horizontes errados.
Tenho medo de ter filho por isso e por muito mais,mas já que vc teve os seus eu só posso dizer: Como eles são lindos e fofos! E é nessas horas mágicas entre mãe e filho que dá um vontade danada de ser mãe...

Nina disse...

Puxa Flávia que texto lindo!! lindo! cheio de emoção. eu fui lendo e fui chorando, porque é assim né? a gente se vê nas coincidências de ser mãe, e o que sente uma com seus meninos, sente a outra com os seus... enfim. a vida se repete de uma maneira tao bonita. aproveita querida, é a única coisa que posso te dizer, porque eles?? ahhh eles crescem. mas isso tbm tem sua beleza.

bjs pra vc e para seu caçador de dinossauros (uaau! que profissão chocante!)

Marsyah disse...

Que lindo!!

Eu tenho medo de perder alguma coisa dela então curto cada gotinha da vida dela pra que eu não me arrependa por ter perdido nada.

Eu curto muito cada fase, cada coisinha que ela aprende...

Bjux querida!

Cris de Bourbon disse...

Lindo post.
São nessas pequenas coisas que a felicidade mora...

Flavinha e Meu mundo disse...

Jully - Pra ter esse sentimento, basta ter amor no coração, e isso vc tem de sobra.

Marina - Vi que se apega a Deus nos momentos difíceis. Eu tb. Vamos nos dar as mãos?

Carlinha - Filho é a maior mágica que uma mulher pode fazer. Mais do que trabalhoso, é prazeiroso. Vc ainda vai ter a sua hora, e quando chegar, vc vai saber e vai se lembrar de mim...rs

Nina - Quem me dera se eu pudesse emocionar alguém como vc. Esse poder é só seu.

Marsyah - E não perca mesmo! Eles são uma Caixinha de Surpresas. Estou vivendo essa experiência de descobertas por duas vezes e digo que vale à pena.

Cris - A felicidade estão nas pequenas coisas, nos pequenos gestos... E no meu caso, tenho 2 pequenas felicidades...rs

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino