Meu momento

sábado, 5 de julho de 2008


Ontem, fui em mais uma sessão com a minha nova (e 3ª) Terapeuta. Sinto que não surtem tanto efeito como no começo, mas é o único momento em que posso chorar, chorar e chorar...

Aliás, é a única coisa que eu faço nestes últimos 12 meses (rsrs)

Antes, eu conseguia chorar em qualquer lugar, no trabalho, em casa, com meus filhos, na frente de parentes e amigos, porque achava que eles entenderia o meu momento e que precisava daquilo. Depois, fui percebendo o quanto isso é incômodo para as pessoas, pois elas estão acostumadas a lidar somente com as alegrias e sucessos. Elas não sabem como agir com a dor ou o fracasso.

A partir daí, passei a chorar no banho (o barulho do chuveiro é ótimo... aproveitem...rsrs), dentro do carro (acreditem... ninguém olha pra vc dentro do carro, mas cuidado pra não causarem acidente...rs), no travesseiro (essa é clássica...rs) e agora, na Terapeuta.

Se a Terapia está servindo pra alguma coisa?? Digo com todas as letras que SIM. Mas é só pra isso! Pra chorar e pra saber que rumo sua vida deve seguir. Mas tenho comigo que, ela pode te dar um rumo, mas as rédeas quem tem é você.

Mas ainda me pego com o velho saudosismo do passado, uma supervalorização do que já foi. Está errado? Claro que sim, mas é inevitável. Como não olhar para o passado, lembrar daquela pessoa que um dia você foi tudo pra ela e que hoje não passa de um peso morto? É difícil.

E no meu caso, fui dispensada sem dó nem piedade. Estava com 2 crianças pequenas (uma delas recém-nascida). Não teve conversa, não teve tentativa, não teve consideração, não teve carinho... acho que o mínimo que deveria ter tido era carinho com alguém que passou 6 anos lutando, batalhando cada segundo do seu dia para um objetivo comum.

Se for falar como me sinto, nossa... melhor não!! Acho que ainda não é o momento.

1 Cométários que me fizeram feliz!:

Me separei, e agora? disse...

Querido Deus,

Sei que na Internet há várias coisas ruins, mas também há muiiitas oportunidades, obrigada por mais uma delas!

Flávia,

Me chamo Éri, e sou uma das autoras do mesepareieagora. Somos duas grandes amigas passando pela mesma situação. A outra é a Cris. Li suas postagens e sei EXATAMENTE como está se sentindo. Talvez não possa dizer exatamentemente porque não tive filhos, as também fui pega totalmente de surpreza, também tive que engolir a separação goela abaixo, também não tive "NENHUMA" chance de defesa. E sei que é muito, muito, muito, muito e muito difícil. Sei que as perguntas ficam rodando na sua cabeça. O que posso te dizer? Não, querida, infelizmente não posso te dar uma receita de bolo, mas posso te dizer que passa. Se já passou pra mim? Nããããõoo! Mas o sentimento já se transfomou bastante. Posso te passas algumas experiências que funcionaram pra mim e outras que não funcionaram, mas cada um tem que achar seu caminho. Então vamos nos corresponder, acho que nos fará bem!!! Sempre que quiser, vá ao blog. Passo lá quase todos os dias e farei o possível para ajudá-la.
Leia, quando tiver tempo as postangens antigas do blog, acho que algumas vão te ajudar!
As minhas primeiras dicas são:
1 - Se você tem fé em Deus, Ele será sua maior ajuda daqui pra frente, acredite. Converse com ele. Não se revolte ou fique perguntando porque Ele fez isso com você. Não foi Ele. E você verá com o tempo que Ele está com você, esteja certa disso.
2 - Canalise TODA a sua energia (o que resta, já que imagino que seu lindos pimpolhos tomam bastante dela...) para a sua cura. É isso mesmo, existe uma ferida aberta e sangrando dentro de você e, assim como quando nos ferimos, limpamos, desinfetamos a ferida, colocamos remédio, nos alimentamos bem, repousamos e tudo, com essa ferida é igual. Proteja-a, não deixe que ela se abra ainda mais (não sei qual seu nível de contato com seu ex, mas não o deixe magoá-la mais). Cuide de você, olhe-se no espelho, você é uma garota nova, linda e cheia de vida. Você tem uma vida pela frente!!!!!

Fique com Deus e até breve!

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino