Meu momento

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Coração


Tive o melhor final de semana nos últimos meses.
Tentei encontrar e resgatar o que havia de melhor em mim.
Procurei o sorriso que há muito havia deixado de existir.
A tristeza foi substituída pela conversa descompromissada.
Me perfumei, passei aquele batom já esquecido no fundo da gaveta.
Usei aquela blusa que que comprei e nunca usei porque não havia motivos pra usá-la.
Me sentia linda, confiante e única.
Ops... ele tá no celular... tá falando com ela...
Meu coração vai sair pela boca... Que falta de ar... Vou desmaiar... Podia pelo menos ter disfarçado, ido no banheiro pra falar com ela... E eu???
Calma!! Cadê sua segurança? Respira fundo, mulher... Não desça do salto!!
Ufa!!! Alarme falso... Era sua irmã... Saudade dela... Nossos laços ficaram mais fortes depois que nos separamos... Que estranho! Sempre achei que ela não gostava de mim e vice-versa! Precisamos perder para nos achar...
Que filme lindo!
Enquanto o filme se desenrrolava, um outro filme passava na minha cabeça, o meu filme.
O melhor filme que já assisti e que já vivi, mas com final triste, onde a mocinha não fica com o mocinho.

E se eu encostar minha cabeça no seu ombro? Acho que não.
E se eu segurar sua mão? Hum... melhor não!
E se eu me jogar no seu colo? Nem pensar!
Me sinto uma adolescente e seu primeiro namorado. Mas não sou adolescente. Sou uma mulher, linda, confiante, companheira e única.
Pensei: "Se fosse ele, casaria comigo hoje."
Que imagem linda! Nosso bebê dormindo no seu colo...
Cadê minha câmera que não está aqui!!! Tenho que registrar esse momento pois não sei quando poderei viver isso novamente e se viverei isso algum dia.
Mas já ficou na minha memória, na minha lembrança e no meu coração.
E quantas outras coisas que nosso bebê não vai poder viver... Ele nunca verá seus pais juntos, não como deveria ser, não como estava escrito desde o início, não como tinha que ser.
Meu Deus!! Ele foi no banheiro!! Será que leu meus pensamentos?? Será que foi ligar pra ela??
Melhor nem pensar nisso, se não, acordo deste sonho.

Acabou o filme... pôxa... ir pra casa agora?? Estava tão bom!! Vamos esticar?
Pra onde?? Tem um parque novo, vamor conhecer??
Ficar aqui não... E aquele outro parque?
Mamãe, quero pipoca daquele parque, é colorida e muito gostosa...
Papai, vamos naquele parque comprar aquela pipoca verde, amarela e rosa, tudo junto??
Que bonitinho!! Ele também não quer que este dia acabe...
Vamos lá então...
Vi meus filhos sorrirem e sendo felizes.
Brincavam como se fosse o último dia de suas vidas.
Corre pra lá, escorrega pra cá... que gargalhada gostosa!!
Essa eu não vou perder... Peraí... deixa eu tirar meu celular da bolsa pra tirar foto.
Porque esse relógio não pára?
Ai... Ouvi... Tenho que ir se não fica muito tarde pra pegar estrada.
Fazer o quê? Então vamos...
Ops... Ele suspirou... Ai que dia bom!!
Eita coração... agora pode bater de verdade... ele gostou...
O que me diz, coração? Será que ainda posso esperar? Pode sim... a sintonia alí ainda é muito grande.
Olha lá, heim, coração... Vê se não me deixa na mão!!



10 Cométários que me fizeram feliz!:

Carlinha disse...

Oi Flávia, li quase todo o seu blog e fiquei um pouco angustiada por você. Sei que nada do que eu disser vai adiantarm mas lendo sua história lembrei um pouco da história da minha mãe.
Ela se separou do meu pai quando eu tinha 1 ano e meu irmão 2. Ela disse que era muito difícil porque parecíamos gemeos. Ela tinha que sustentar tudo sozinha porque ele não ajudava, cuidava do filhos sozinha, da casa, acordava 4 horas da manhã todos os dias...A vida dela não foi nada fácil ao lado do meu pai e pior sem ele, afinal, ela teve que mandar embora o homem que ela amava.
Tempos depois ela encontrou outra pessoa e por essa pessoa ela se apaixonou loucamente. Casou com essa pessoa,mas ela se separou novamente. Ela continua amando esse homem, mas ela sabe que de amor ninguém morre. Ela nasceu sozinha e por isso permanecerá sozinha,mas ela nunca deixou de acreditar em dias melhores e com o homem de sua vida.
Meu pai passou na vida dela apenas para lhe dar os filhos,mas o grande amor ainda estava por vir! Acredite nisso também!

Marsyah disse...

Flavinha,

"Nunca diga 'nunca'".
Essa vida nos prega cada peça...
No meu caso, quando achei que tudo estava perdido, a vida sorriu de novo pra mim.

Bjux!

SGi/Sonia disse...

Ei!
Adorei ler isso daqui.
Tô torcendo muito pra que sua vontade prevaleça, e que seja a vontade dos dois.
Você é muuuuuuuito mais gata que ele hein?

Força sempre Flavinha, pensamento felizes geram momentos felizes.
Vou repetir a Marcia, quando eu decidi que não queria mais nada, que tava tudo acabado e FIM, ele me procurou, ele viu que tava fazendo um péssimo negócio me deixando, e olha que não foi só por causa do nosso filho...

Tô sorrindo aqui com seu texto.

Beijins

Nina disse...

Oi Flavinha, posso invadir um pouco teu espaço? vi vc na Carlinha e vim te visitar. Li mt do que vc escreveu, é tudo bem duro, difícil né? é duro amar, estar apaixonada e de repente ver tudo isso abandonado. deixado pra trás à força. E agora com duas crianças. fiquei em dúvida se ele pelo menos é um bom pai, um pai presente (na medida do possível, espero que sim). sei que as suas necessidades sao outras, mas vejo tbm que vc está forte. e consciente das coisas. sabendo que as dores são pra serem sentidas. e vc tá certa, o correto é mesmo chorar bastante, esmurrar as paredes, sabe? e depois ir em frente, seguir o caminho que é nosso.

vc vai superar essa fase dificil, eu passei por uma separacao tbm. mas o contrário de vc, tudo foi mais dolorido antes. a vida em comum foi barra!!! e entenda "bem ruim mesmo " qd vc ler "barra".

então a separação fluiu naturalmente, porque já estava certo o fim desde o começo, e foram 10 anos de vida em comum, mais 4 pra mudar mesmo, pra tomar as rédeas da minha vida. foi duro! mas to de pé.

isso é diferente da tua relação, eu posso imaginar.

o que posso te falar é: passa! essa dor passa. de verdade.

segure firme a barra atual. e olhe pro seus filhos sempre que ficar difícil, eles são a cura pra sua dor. acredite e siga em frente.

Um grande beijo

Carlinha disse...

VOlte sempre no meu espaço Flavinha, vc será sempre bem vinda.Pode ter certeza que todas as meninas do blog irão te ajudar a superar essa dor.
Somos todas unidas e todas ajudamos umas as outras, é uma espécie de terapia em grupo,rs!
Vc vai gostar!
Beijos

Me separei, e agora? disse...

Flávia, concordo com o que disseram aqui, nada, nada mesmo na nossa vida é definitivo, então tudo pode acontecer. Você e ele têm uma história e isso ninguém pode tirar de vocês.
Mas cuidado querida, cuidado pra essas "esperanças" não a cegarem e impedirem-na de "olhar para os lados" e aproveitar as oportunidades que a vida pode lhe oferecer!
Beijos
Eri

Nina disse...

Ei Flavinha, como vc disse lá no nosso blog, tá f.. né??

eu entendo.

tentei te enviar um email, mas deu erro. o teu email é esse mesmo que está no teu perfil?

rocosta disse...

Flávia eu fui abandonada por meu namorado com uma filha na barriga... porque será que é tão fácil para eles?
A Nina está certa: isso vai passar e estarei aqui na torcida para que voce consiga ser forte e aguentar firme.
Abraço forte sempre.

Fernanda Falleiro disse...

Oi Flavia!
To com dor no coração por vc, tenho um filho de quatro meses e nem sei o que faria se meu marido fosse embora...
Mas vendo de fora me atrevo a dar umas opiniões e que eu espero que vc não se chateie e te peço que apague depois, pq são conselhos somente pra vc de alguém que já viu tanta traição na vida(e digo no sentido de trair confiança, amor e não somente traição com mulher)que morre de medo de passar por uma...
Primeiro: Vc sabe o que fez ele se apaixonar por vc?Sua Liberdade? Sua auto-confiança, sua independencia? Pelo que eu li vc era assim no inicio, sei que vc deve estar pensando como ser com filho pequeno (tb passo por isso e sei como é dificil) mas vc não acha que em determinado momento ele não te reconheceu mais? Pense nisso...
Segundo e último pitaco: Na minha opinião acho que pode ter volta sim, mas vc vai ter que fazer tudo muito certo, vai ter que pisar em ovos pra superar uma mulher que pode fazer o que quiser, por que querendo ou não ter filho nos priva de um mundo de coisas...Seja mais linda do que vc já é, mais livre e mais feliz. (já pensou que eles podem ler esse seu cantinho?) Já pensou que pode doer nele ver que vc esta se recompondo, pondo sua vida em ordem e voltando a ser alquela mulher que ele se apaixonou e decidiu ficar a vida toda? a única coisa que é pra sempre são os filhos, não precisa usar eles como trunfos mas vc sabe que ele vai sempre estar por perto e qual coisa que vai fazer seu homem acordar senão ver que a mulher fraca e sofrida renasceu das cinzas!
Muita agua ainda vai rolar, portanto bola pra frente e objetivo, sei que tem uma leoa aí, vc só precisa achar ela!
Vc vai conseguir e em último caso se não der certo, minha amiga, ninguém mais vai te derrubar!

Fernanda Falleiro disse...

agora um recadinho pra ficar aqui com vc!
Quero muito acompanhar a sua volta por cima, ver vc sorrindo, na sua própria casa, com seus filhos fofos.
E se um dia ele quiser voltar, vai encontrar uma Flavia guerreira que não precisa dele para ser feliz mas apenas para completar a sua felicidade!!
O que precisar é só entrar lá no meu Blog e deixar recado que venho aqui nem que seja pra te ler e tentar ajudar no que puder.
Espero que vc aceite minha amizade que é de coração!
Um Bjo!!!

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino