Meu momento

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Fiquei sabendo essa semana que a Beth voltou com o Paulo.
É... nós conversamos sim. Ela me add no orkut e trocamos algumas mensagens.

Sabe o que me disse? Que estar separados por algum tempo foi bom para os dois.

Mas fiquei me questionando, porque decidiram voltar?

Ela já tinha toda uma estrutura familiar, pai e mãe que cuidam dela e dos meninos por amor e não por obrigação, uma casa linda...
Sabe a que resposta cheguei?

Que antes de tudo, pai e mãe, não substituem a família que formamos.
Que quando casamos, fazemos um pacto implícito de amor, companheirismo, cumplicidade e fidelidade.

Cheguei a conclusão de que se deram a oportunidade de tentarem novamente, de se reinventarem dentro dessa relação, de reescreverem sua história de um amor que começou, declinou, mas que nada impedia de decolar novamente.
Vi que não são diferentes de nenhum outro casal.

Que casais tentam, choram, se entregam, se estranham, se separam, mas que se dão uma nova chance pra começar, reinventar um segundo novo amor já que o primeiro não deu certo, pra se conhecerem novamente, que proporam mudanças aos velhos hábitos, pra chorarem juntos e pra educarem juntos as preciosidades que surgiram dessa união, que são os filhos.

Percebi que nem tudo é bom no casamento, que não é fácil, mas que tem coisas que compensam cada momento. Que antes de ressaltarem as diferenças que contribuiram para a separação, ressaltaram as alegrias que fizeram a união dar certo até aquele ponto.

E nós? E eu? E você? E nossas vidas? Não merecemos essa chance?

Ou nos resta apenas desistir de tudo?

15 Cométários que me fizeram feliz!:

Pudim disse...

Olá..achei seu blog por acaso..
e como acasos não existem, resolvi deixar um comentário..
adorei o texto..
Segundas chances, recomeços..
o ser humano precisa disso..
precisa da esperança, e precisa acreditar que pode (sempre) fazer diferente...
Todos merecemos segundas, terceiras, quartas chances..
porque como dizia aquele velho ditado:"tudo vale a pena quando a alma não é pequena.."

posso te colocar nos meus favoritos?

Um grande abraço..
parabéns pelo blog..
:D

• Älone • disse...

Meu Deus que Blog lindo e como é parecido com o mue, fiquei comovido com sua história, saiba que estou passando por esses recomeçando, tentando recomeçar mas é tão dificil que as vezes prefiro ficar no chão mesmo ! Parei de postar no mue,m mas estarei sempre aqui acompanhando sua vida ! Parabéns e sorte garota ♥

Jully disse...

Eu quero tanto, mas tanto que tudo dê certo pra vc...
Vejo em cada palavrinha escrita o imenso desejo que existe aí dentro.
Torço mesmo e com direito a bandeirinhas...
Bjão-jão-jão.

• Älone • disse...

Falvinha, obrigado pelas suas palavras pdoe linkar meu Blog que linkarei o seu tbem, eu ia parar de escrever mas resolvi voltar, acabei de postar lá!

Bjão e sorte em garota!
Um dia agente se cruza ♥

carolbiasucci disse...

malditas cicatrizes que nos deixam.. parecem que nunca vão fechar..

Marina String disse...

Conquistar pode ser mais fácil do que Reconquistar!!!

Fiona de Bourbon disse...

Flavinha
Tô de volta!
Cadê a foto com o mimo? Que bom que gostou! Que bom mesmo!

Sobre seu post, eu acredito na reconcilição, na reconquista, na nova chance. Sempre há, principalmente se existir amor. Já passei por fases no casamento bem dificeis, a ponto de ensaiar uma separação, mas o amor, a vontade de manter a familia unida sempre nos fizeram fazer das dificuldades uma etapa, não o fim. Fazia parte da vida. Fazia parte do nosso amadurecimento. Hoje somos pessoas beeeeem melhores porque soubemos ter obstinação em nosso propósito de sermos uma familia cristã. Puxa, mas não é nem um pingo fácil. É uma entrega diária. São doações constantes. Um tem sempre que ceder pelo outro.

E eu queria tanto que a vida te desse essa segunda chance. Tanto! Sei que é a melhor saída pra vc e sua família. Sei tambem que há mágoas mútuas, mas que o tempo tambem cura, é so uma questao dos dois se entregarem e deixar o tempo apagar as más lembranças. Digo isso tambem por testemunho próprio!

Reza, amiga! Reza todo dia. Diz a Deus simplesmente assim: 'Pai, restaura a minha família'. Diz todo dia, várias vezes por dia, mas diga. E espere o milagre acontecer. Esse também é um testemunho próprio.

Beijooooo bem grande!

A vida para além de ti! disse...

Quem de nós mulheres, que ainda amamos nossos ex maridos ( que já cá não estão e que até já tem outras mulheres) não pensam reatar e retomar a familia que se perdeu. Que se transformou em familia monoparental.
Obrigada por visitar meu blog.
Muita paz e serenidade para vc!
Sabe que apesar de eu nao querer meu ex marido de volta, porque acima de tudo conheço a minha realidade, não deixo de sonhar, como seria se ele estivesse do meu lado!

Biana França disse...

Olá, passei a primeira vez aqui hj e gostei.
Que tudo dê certo para vc!!!
Adorei o texto, perdão, recomeçar,amor...
Bjus.

Marcênia disse...

Olá, tudo bem? Cara, que tédio esse teu blog, cara deixa disso, curte a vida. Há sempre tempo de recomeçar. Curtir fossa é "bom " até um certo momento,nos ajuda a refletir, mas depois de algum tempo torna-se mórbido. Como vc mesmo disse, não é fácil esquecer o pai dos seus filhos, vc disse muito bem de "seus filhos", não é o seu.. Larga de sentir pena de si mesma, levanta a bandeira da tua dignidade e "sepulta" de vez este teu ex-marido, isso mesmo EX.
Vc não vai conseguir atrair ninguém e muito menos respeito, enquanto estiver com esta postura de auto-piedade. Talvez, a felicidade esteja a um palmo de ti, e vc não consegue vislumbrá-la por causa dessa tua visão embassada pelas tuas próprias lágrimas. Desculpe a minha sinceridade, as vezes é preciso ouvirmos certas verdades.
Olha, gente para passar a mão na nossa cabeça tem de montão,mas infelizmente isso não ajuda mesmo! E eu não estou aqui para isso.
Quase todos nós caímos, por vezes, na armadilha da auto-piedade. Mas algumas pessoas não conseguem se libertar dela e vc parece uma delas e faz questão disto.
Aqueles que ficam com pena de si mesmos são facilmente reconhecíveis. Contam, com riqueza de detalhes, episódios tristes e dolorosos de suas vidas, guardados como se fossem recordações dignas de um álbum. O que dá PENA não são as situações sofridas - porque sofrimentos todos nós vivemos - mas a dificuldade que estas pessoas apresentam em superar os traumas ocorridos e deixá-los no passado.
É lamentável que vc decida a viver colecionando dores, sofrimentos e -- principalmente -- rancores e amarguras.
Um beijo sincero no teu coração. Seja feliz!

Nota: posso visitá-la outras vezes?

Fiona de Bourbon disse...

Flavinha.
TO BEGEEEE!!!

Nossa que comentario pesado esse aqui em cima. Quanta insensibilidade, minha gente! Fiquei me perguntando quem é a amargurada aqui. CREDOOO! Mas já fui lá ver sua resposta, e não poderia ter sido melhor! Lady! Estamos aqui sempre pra te ouvir. Vá falando, vá falando, vá falando...adoramos essa troca, esse ciclo de mãos dadas que fizemos nesse nosso universo particular.

Mto bj procê!

Marcênia disse...

Ao te perguntar se poderia visitá-la ,não foi para ser cúmplice desse teu sofrimento, mas para disponibilizar minha amizade sincera.
Uma verdadeira amizade, as vezes, nasce de momentos assim,espontãneos e verdadeiros. Desta forma, a intenção de retornar a visita é por que entendo que verdadeiras amizades não se constroem apenas com palavras açucaradas, bajuladoras e soltas ao vento. Não nos fazem crescer como pessoas.
Acredito, também, que amigo é aquele que em qualquer situação está sempre ao nosso lado nos dando apoio, mas com uma única e verdadeira intenção, a de nos fazer compreender quando estamos certos ou errados. Amigo é aquele que te diz a verdade sempre, mesmo que seja cruel e doa pra caramba.
Quando te escrevi aquelas palavras, "ásperas" no seu entendimento e tão mal compreendidas por vc, foi na certeza, de não contribuir para alimentar ainda mais esta tua tristeza. Embora não acredite, eu me importei com você, caso contrário não teria perdido meu tempo em te escrever.
Assim, somos sempre seduzidos pelo mesmo erro, só fazemos amigos para ter pessoas particularmente destinadas a nos agradarem: a nossa estima resume-se à sua complacência; o fim dos consentimentos acarreta o fim da amizade.
Me desculpe sinceramente, mas me despeço por aqui.
Agora, que tal um sorriso?

Marcele Diniz disse...

Vixiiii estou fora de amigas tipo Fionas, tai achei bacana a atitude da Macenia, apesar de duras, eu nunca vi tanta sinceridade nas palavras, percebi que ela nem mesmo te conhece e mostrou uma amizade que hoje em dia está cada vez mais pouco valorizada, ela mostrou com isso que existe pessoas que realmente se importa com vc e não apenas em si, tem "amigas" que as vezes passa por ouvinte dos problemas pq só quer aparentar que é amiga, mas teus problemas passam por ela, só para ela olhar para si e pensar "coitadinha, viu só minha vida é boa e dessa pobre diaba é pior".
Realmente te entendo que as vezes precisamos só ser ouvidas tipo um descarregamento de mágoas e de dor, isso é interessante, realmente para "aliviar" a dor que talvez só vc mesma sabe o quanto dói mas não resolve.
Então pergunto a você, seria esse o teu objetivo, apenas descarregar tuas mágoas, ou seria parar com a dor?

Pq tudo na vida tem limites, só toma cuidado que se a resposta for a primeira, vc ficará é uma linha muito perigosa para vc cair em uma depressão profunda, mastigar uma assunto que te machuca tanto, pode tanto aliviar, mas também isso pode te levar a mais profunda amargura, a ter atos desesperados, atos insanos, então porque correr esse risco? O que entendi nas palavras da macenia, foi para te dar um flash dos teus atos, um tipo, ei acorda? Vc está afundando demais nas suas mágoas, vc está se matando! Destruindo sua alto-estima e sua personalidade, o seu ser! É interessante que desabafe sim, seja qual o meio (blog, amigos, terapeutas, psicólogos, analista, família), mas é importante que permita outras opiniões e ouça com atenção, isso vai fazer com que mantenha-se no equilíbrio das coisas, pq nem tudo que ver ou pensa neste momento é real, é o certo, pode turvo com pensamentos negativos, não acho insensibilidade alguém te dar um toque quando está no limite das suas atitudes, quando alguém diz, ei cadê vc??? É mais fácil ouvir e ficar calada, te ignorando ou só baixando a cabeça é também fácil dizer chega, estou saturada das lamurias, pq na verdade quem sabe de sua dor é você!
Veja! Sinta! é importante que outra pessoa possa apontar e dizer tá bom, chega, seja dura ou não, seja amigável ou não, isso é importnte para manter-se em um equilíbrio, dizer um CHEGA! PASSOU! FOI!
AGORA ESTOU EM OUTRA! ESTOU AMANDO NOVAMENTE, ESTOU FELIZ NOVAMENTE! Vai depender de você!

Vi teu blog por meio da resposta que deu no blog da marcenia, fiquei triste com que disse, é uma pena que tenha essa opinião de não aceitar o que outros tenha a te dizer, é como dizer para outra, deixa eu morrer na minha própria piedade! Isso é triste!

Pense...e pergunte a você mesma...
- Seus pensamentos o animam a modificar-se e a corrigir-se?
- Obtém dos seus pensamentos maior impulso para o seu progresso?
- Seus pensamentos contribuem para que tenha mais confiança em sim mesmo?
- Sente mais prazer na vida como conseqüência de suas idéias?
-Seus pensamentos lhe dotam de maior força para enfrentar a adversidade?
- Seus pensamentos tornam mais disposto a sacrificar-se persistir em seus empreendimentos?
- Seus pensamentos proporcionam a você coragem suficiente para contradizer-se quando tiver incorrido em erros?
- Ajudam para uma melhor compreensão dos seus problemas pessoais?
- Ajudam ara um maior domínio de si mesmo?

Quanto mais vc ligar ao seu pensamento a acao inteligente, melhor apreciará o valor da faculdade pela qual o homem pode alcançar tudo na vida!

Pense nisso!!! Veja ao seu redor, sinta o cheiro da terra molhada, o amanhecer, a beleza de um sorriso de uma criança, as nuvens , os passáros, veja e sinta a beleza nas coisas q não vimos ou olhamos com frequencia, vc vai ver que seu problema vai se torna pequeno demais.

Abraços!


Tenho uma proposta para te fazer que tal começar hoje, depois de ler isso! FAZER UM BLOG ESTOU FELIZ AGORA, SAI DE UM DOR E AGORA ESTOU AMANDO, veja tem muita coisa para amar, veja o sol, sinta o cheiro das plantas, da terra molhada, viage e veja como o mundo é muito grande e tem coisas belíssimas, veja os detalhes de cada ação, e vc ai perdendo seu tempo chorando.

Fernanda Falleiro disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA
HAHHHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
HAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHA

Coitada da Fiona no meio dessa história...
Um dia as pessoas vão entender que cada um tem seu tempo e aprender a respeitar isso...
Não é o que ela falaram e sim como foi dito, sem tato algum...aff...bizarro

Fernanda Falleiro disse...

PS: Humano, Demasiado Humano...
Que piada...

 
Iniciando Ciclos. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino